É possível engravidar com o líquido pré-ejaculatório?

Dr Joanna Pike

Versão em inglês revisada por Dr Joanna Pike em fev 21, 2020
Escrito por Jennifer Walker.

Sim, existe a possibilidade de o líquido pré-ejaculatório conter esperma, por isso é possível engravidar mesmo que não ocorra ejaculação completa na vagina. É perfeitamente natural se perguntar se é possível engravidar usando o método de coito interrompido ou mesmo por contato genital. Então, o que é o líquido pré-ejaculatório e por que ele pode conter esperma? Continue lendo para aprender sobre o conteúdo de esperma no líquido pré-ejaculatório e por que o coito interrompido não é um método de contracepção eficaz.

1.
O que é o líquido pré-ejaculatório?

O líquido pré-ejaculatório é um fluido lubrificante liberado pelo pênis durante a excitação sexual. Vem da glândula de Cowper e das glândulas de Littre, que se conectam à uretra. Essas glândulas liberam um líquido alcalino composto de muco e enzimas.

2.
O líquido pré-ejaculatório pode conter esperma?

A resposta curta é: Pode.

Embora o fluido pré-ejaculatório em si não contenha esperma, existe a possibilidade de entrar em contato com o esperma. Pesquisas mostram que o esperma vivo pode vazar para o fluido pré-ejaculatório nos homens. Um estudo constatou a presença de esperma no fluido pré-ejaculatório de 16,7% dos homens saudáveis1. Enquanto isso, outro estudo descobriu que 41% das amostras de fluido pré-ejaculatório de 27 homens continham esperma2.

Embora esses estudos mostrem que a quantidade de esperma presente era baixa, ainda existe a chance de gravidez.

3.
O que é o coito interrompido?

O coito interrompido, também conhecido como método de extração, é quando o homem retira o pênis da vagina antes de ejacular. A ideia é que retirá-lo significa que o esperma não alcançará o óvulo da parceira, então é usado como uma forma de contracepção.

4.
O coito interrompido é eficaz?

Não, não é considerado uma forma eficaz de contracepção. Não apenas existe a chance de o líquido pré-ejaculatório conter esperma vivo, como as chances de engravidar são maiores do que com outros métodos de contracepção. De cada 100 pessoas que usam o coito interrompido como único método de contracepção, 20 a 27 delas estarão grávidas dentro de um ano (cerca de 1 em cada 5 mulheres)3,4. É principalmente ineficaz por ser um método difícil de usar perfeitamente, pois alguns homens podem não conseguir retirar o pênis a tempo.

Alguns casais usam o coito interrompido durante os dias não férteis. No entanto, você deve estar acompanhando sua ovulação com precisão, por exemplo, usando um teste de ovulação, e use o método somente depois de ovular. No entanto, ainda existe risco de gravidez ao usar esse método. 

5.
E quanto ao risco de gravidez por contato entre genitais?

Embora o fluido pré-ejaculatório em si não contenha esperma, o esperma em movimento pode vazar para ele. Para minimizar o risco de gravidez indesejada e transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, proteja-se e use preservativo antes de qualquer contato genital.2

Se você não quiser engravidar, sempre use um método de contracepção eficaz, como DIU (dispositivo intrauterino), implantes contraceptivos, pílula anticoncepcional, preservativos (que também protegem contra DSTs), etc. Converse com seu médico para encontrar o método certo para você. Se você acha que pode estar grávida, faça um teste de gravidez. Dessa forma, você descarta qualquer preocupação que possa ter sobre estar grávida ou não.